Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Eventos > Dilma: Realidade desmentirá julgamentos apressados sobre economia brasileira, diz Dilma

Dilma: Realidade desmentirá julgamentos apressados sobre economia brasileira, diz Dilma

por publicado: 29/03/2014 21h00 última modificação: 24/07/2015 16h09

A presidenta Dilma Rousseff destacou, neste sábado (29), durante sessão inaugural da 55ª Reunião Anual da Assembleia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que a realidade desmentirá julgamentos apressados e conclusões precipitadas sobre a economia brasileira. "Todos sabemos que, em economia, a realidade sempre se impõe. Em alguns momentos, expectativas, especulações, avaliações subjetivas e até mesmo interesses políticos podem obscurecer a visão objetiva dos fatos", disse.


Foto: Francisca Maranhão / Ascom

Dilma afirmou que o governo continuará agindo para manter o país no rumo certo, sem abdicar, em nenhum momento, do compromisso fundamental com a solidez da economia e com a inclusão e o desenvolvimento social e ambiental do país. A presidenta lembrou que nos últimos 10 anos a taxa de inflação se manteve rigorosamente dentro dos limites estabelecidos pelo Conselho Monetário Nacional e garantiu que assim também será em 2014.

Em seu discurso, a presidenta disse ainda que as reservas internacionais estão em mais de US$ 370 bilhões de dólares, o que proporciona um lastro confortável e seguro para enfrentar qualquer volatilidade, e que nos últimos 12 meses o país recebeu mais de US$ 65,8 bilhões de dólares em investimentos estrangeiros diretos.

"Em 2014, faremos novas concessões, ampliando ainda mais nossa parceria com o setor privado em investimentos em infraestrutura logística e energia e infraestrutura urbana. O Brasil tem ainda inúmeros desafios para enfrentar e superar e haverá sempre novos obstáculos a serem removidos. Podemos, contudo, nos orgulhar de ter construído um caminho para o desenvolvimento, o que nos permite dizer, que o Brasil vai muito bem, e irá ainda melhor".

A presidenta afirmou que o Brasil se tornou um país menos desigual, mais inclusivo, gerador de empregos e de oportunidades para os cidadãos. "O Brasil que recebe esta reunião é radicalmente distinto do existente há 11 anos. Retiramos 36 milhões de brasileiros da extrema pobreza, 22 milhões dos quais nos últimos três anos e meio. Propiciamos a ascensão de 42 milhões de pessoas à classe média, que, hoje, representa no Brasil, só a classe média, 55% da população. A renda per capita familiar subiu 78% em 10 anos. Geramos 4,8 milhões de empregos formais e foram, nos últimos 11 anos, na ultima década, 20 milhões de empregos, fazendo com que alcançássemos hoje o menor índice de desemprego de nossa história".

Ainda no evento, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, foi eleita como Presidenta da Assembleia de Governadores do BID. Ela foi a primeira mulher eleita para o cargo em 55 anos do banco. Para a ministra, Dilma desejou que ela desenvolva um bom trabalho. "Desejo a ministra Miriam que aqui no BID ela demonstre a mesma qualidade que mostra no governo", finalizou.

*Com informações do Blog do Planalto