Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Administração Pública > Lançada a terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida

Lançada a terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida

por publicado: 02/07/2014 21h00 última modificação: 30/07/2015 17h52

A terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida foi oficialmente lançada nesta quinta-feira (3) pela presidenta Dilma Rousseff, em Brasília. Durante a cerimônia de entrega simultânea de 5,6 mil moradias em todo o país, a presidenta reforçou que é possível a contração de mais três milhões de unidades habitacionais na próxima fase do programa. Ela estabeleceu a meta como comprometimento com a continuidade do programa, além de articular o empresariado para demanda do MCMV3.

"Nosso objetivo é deixar claro que é possível contratar agora três milhões de moradias. Porque aquilo que está dando certo deve ter continuidade. As famílias de menor renda precisam continuar recebendo subsídio quase integral, tal como fizemos até agora. E nós precisamos sinalizar para os empresários se prepararem para conseguir terrenos e para discutir com prefeitos para que isso ocorra a partir de 2015", salientou.

Dilma exemplificou a importância da continuidade do Minha Casa, Minha Vida com a história da dona Elisângela. Uma senhora beneficiada por uma moradia num conjunto residencial no Rio de Janeiro que disse no momento da mudança para o novo lar: "Vem, gente, olha que maravilha! É apartamento mesmo, pode ver. E eu que achei que só ia entrar em apartamento em horário de serviço. Mas o 304 agora é meu, e daqui ninguém me tira".

A presidenta ressaltou que "a alegria da dona Elisângela e o orgulho por estar entrando no apartamento próprio é melhor que qualquer discurso de como a casa própria traz o bem, faz o bem para as pessoas". "Com o Minha Casa, Minha Vida estamos construindo, sim, um novo País para dezenas de milhões de brasileiros que viviam em áreas insalubres, em áreas de risco, moravam de favor em casa de parentes ou pagavam um aluguel que mal cabia no bolso", completou Dilma.

O prefeito de Santo André (SP), Carlos Grana, adiantou durante a entrega de 380 unidades habitacionais na região que, já na nova fase do programa, serão entregues em setembro mais 500 moradias. "Elas estão prontas, mas estão na fase de conclusão de toda documentação para assinar os contratos e remover mais de 500 famílias", adiantou o prefeito. Ele explica que essa previsão de entrega será em setembro porque "ao mesmo tempo que a gente remove famílias, já tem que automaticamente fazer a demolição para que não haja a reocupação inadequada do local".

Segundo ele, já foi apresentado ao governo federal a possibilidade de contratação de mais 3,8 mil residências. "Já temos 19 terrenos definidos. A Caixa já aprovou a sua grande maioria e, a novidade, é que, em alguns desses empreendimentos, vão contar com elevadores", ressaltou Grana.