Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Administração Pública > Sistemas já receberam mais de 5,4 milhões de declarações

Sistemas já receberam mais de 5,4 milhões de declarações

por publicado: 31/03/2014 21h00 última modificação: 30/07/2015 17h51

Declaração deve ser apresentada, mediante a utilização do Programa Gerador de Declaração, disponível na página da Receita Federal na internet

Faltando apenas um mês para o encerramento do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal do Brasil (RFB) recebeu até às 17h de segunda-feira, (31), 5,4 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2014. A declaração pode ser transmitida, sem multa, até o dia 30 de abril de 2014.

A declaração deve ser apresentada pela Internet, mediante a utilização do Programa Gerador de Declaração, disponível no sítio da RFB na Internet, ou pelo m-IRPF (através dos dispositivos móveis smartphones e tablets).

O m-IRPF possibilita que as declarações do imposto de renda das pessoas físicas sejam elaboradas através de dispositivos móveis (tablets e smatphones), conectados à internet, podendo ser apresentada a qualquer momento e de qualquer lugar.

A implementação do m-IRPF marcou uma nova forma de relacionamento da Receita com o contribuinte quanto à captação de informações e envio da declaração à Receita Federal.

O contribuinte que quiser doar a um dos fundos de ajuda à criança e ao adolescente inscritos na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e repassados à RFB, poderá fazê-lo até 30 de abril próximo, com direito ao abatimento de 3% do total no IR ainda na Declaração atual.

Mensagens eletrônicas falsas em nome da Receita Federal

A Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) continua sendo motivo para golpes na internet. A Receita Federal reforça o alerta para que não abram, nem respondam mensagens que chegam em suas caixas postais eletrônicas em nome do órgão.

A Receita Federal reforça o alerta de que não envia e-mails sem autorização do contribuinte e nem autoriza parceiros e conveniados a fazê-lo em seu nome.

Fonte: Receita Federal