Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 08 > Economia busca parcerias para criar Clube de Descontos para servidores

Notícias

Economia busca parcerias para criar Clube de Descontos para servidores

GESTÃO

Empresas interessadas na proposta atenderão público estimado em mais de um milhão de consumidores
por publicado: 23/08/2019 16h54 última modificação: 23/08/2019 16h55

Empresas de diversos ramos terão a oportunidade de ampliar suas carteiras de clientes e de fidelizá-los. O Ministério da Economia abriu chamamento público para buscar interessados em intermediar Clube de Descontos para mais de um milhão de servidores públicos federais ativos e inativos. O edital foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), de quinta-feira (22/8).

Para o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Wagner Lenhart, a expectativa é positiva. “Esperamos que as empresas participem, uma vez que terão acesso a um público de mais de 620 mil servidores ativos e de 410 mil aposentados”, informa.

Ao destacar as vantagens, Lenhart acredita que as empresas ganharão visibilidade e a possibilidade de fomentar seus negócios. E acrescenta: "Já os servidores serão beneficiados com descontos em compras ou na contratação de serviços”.

Categorias

Para participar do chamamento público, as empresas devem ter capilaridade nacional nas categorias de Viagem, Saúde e Educação. Além disso, os interessados devem comprovar parceria com, no mínimo, outras 100 empresas de diversos ramos, bem como atender a outros requisitos exigidos no edital. A participação deve ser confirmada até o dia 11 de setembro deste ano.

A Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal avaliará os documentos e propostas encaminhadas. Após esse procedimento, divulgará as empresas que atenderem aos critérios do edital e as convocará para a celebração do termo de credenciamento.

De acordo com Painel Estatístico de Pessoal (PEP), os servidores públicos possuem um perfil eclético, sendo 59% homens e 41% mulheres. Além disso, estão divididos em diferentes faixas etárias, sendo que 840.000 servidores têm entre 28 e 78 anos.