Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Políticas Públicas > Salário médio de admissão tem aumento real de 2,59%

Salário médio de admissão tem aumento real de 2,59%

por publicado: 21/01/2014 21h00 última modificação: 24/07/2015 15h49

Ministério do Trabalho e Emprego divulga dados comparativos com os registrados em 2012. Crescimento foi observado na maioria dos estados brasileiros

Brasília, 22/01/2014 - Os salários médios de admissão em 2013 registraram aumento real de 2,59% em relação a 2012, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, nesta terça-feira (21). Os valores passaram de R$ 1.076,23 em 2012, para R$ 1.104,12 em 2013.

"Nos últimos dez anos o ganho real foi de 42,91% no salário médio de admissão, que passou de R$ 772,58, em 2003, para R$ 1.104,12, em 2013. Se tomarmos como referência os últimos três anos, o percentual de aumento foi da ordem de 10,75%", frisou o ministro. Em 2010, o salário médio de admissão era de R$ 996,91.

Esse crescimento no valor do salário médio de admissão foi verificado na maioria dos estados, com destaque para o Alagoas, com aumento de 7,74%, Pará, com 4,50%, Pernambuco, com 4,37% e Roraima com 4,25%. Os estados que registraram os maiores salários médios de admissão foram São Paulo, com R$ 1.254,26 e Rio de Janeiro, com R$ 1.253,2

No recorte por gênero, o aumento real do salário médio de admissão obtido pelos homens foi de 2,76%, superior ao aumento de 2,46% para as mulheres. A relação entre o salário feminino versus masculino diminuiu, passando de 85,97% em 2012 para 85,72% em 2013.

Em relação ao grau de escolaridade, o maior crescimento do salário médio de admissão foi registrado entre os trabalhadores com Ensino Fundamental Completo, com aumento de 3,69% e o salário passando de R$ 946,46 em 2012 para R$ 981,41 em 2013. Já o menor crescimento foi entre os trabalhadores com Superior Incompleto, com variação de 0,18%.

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego