Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Políticas Públicas > Portos brasileiros preparam Plano Emergencial de Saúde Pública

Portos brasileiros preparam Plano Emergencial de Saúde Pública

por publicado: 09/02/2014 21h00 última modificação: 24/07/2015 15h49

Governo, portuários e gestores ambientais irão tratar da aplicação das exigências contidas no Regulamento Sanitário Internacional

Representantes de treze portos brasileiros irão participar, nesta segunda-feira (10), de um encontro para concluir a elaboração dos Planos de Emergência de Saúde Pública que serão utilizados durante a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas no Brasil. A reunião ocorrerá em Brasília (DF).

Além dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Secretaria de Portos, os administradores portuários e gestores ambientais dos portos de Manaus, Fortaleza, Suape, Itaqui, Natal, Paranaguá, Pecém, Recife, Rio Grande, Salvador, Santos, Vila do Conde e Rio de Janeiro irão tratar da aplicação das exigências contidas no Regulamento Sanitário Internacional, conforme Guia para Elaboração de Planos de Contingência da Organização Mundial de Saúde (OMS) e as diretrizes do Mercosul e do Ministério da Saúde.

De acordo com o Coordenador de Saúde do Viajante da Anvisa, Cristiano Gregis, alguns dos protocolos e procedimentos que deverão ser utilizados em emergências já são aplicados desde 2007, quando ocorreu a pandemia de Influenza. "Esta ação constitui uma etapa da preparação para Emergências de Saúde Pública, em que é realizada uma previsão do que pode impactar no fluxo de viajantes e cargas, que pode trazer consequências muito negativas em períodos de intensa utilização desses pontos de entrada, como nos eventos de massa. Não estamos focando apenas na resposta às emergências, mas, principalmente, na prevenção e proteção da população vulnerável a eventuais ameaças", conclui.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária