Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Eventos > Brasil Sem Miséria é tema de debate nesta quinta-feira (19)

Brasil Sem Miséria é tema de debate nesta quinta-feira (19)

por publicado: 18/09/2013 21h00 última modificação: 24/07/2015 16h09

Evento reúne representantes do governo federal e lideranças comunitárias de todo o País para debater processo de participação social no plano de superação da extrema pobreza

Com objetivo de ampliar a participação social no Plano Brasil Sem Miséria, o governo federal realiza nesta quinta-feira (19) a quarta edição dos Diálogos Governo – Sociedade Civil: Brasil Sem Miséria.

O evento, que acontece a partir das 14h no Palácio do Planalto, reúne representantes do governo federal e lideranças comunitárias de todo o País para debater processo de participação social no plano de superação da extrema pobreza.


Divulgação/MDS - Pronatec Brasil Sem Miséria visa qualificar um milhão de brasileiros até 2014

A abertura terá a presença da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, do ministro chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, da ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, e da ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Barrios.

A partir deste ano, os Diálogos passaram a ser semestrais, atendendo a solicitação das entidades da sociedade civil. 

Plano Brasil Sem Miséria 

Lançado em junho de 2011, o Brasil Sem Miséria tem a missão de chegar até as regiões mais segregadas do País e retirar brasileiros desamparados da extrema pobreza. Com as ações de garantia de renda, inclusão produtiva e serviços públicos praticadas pelo Governo Federal, 22 milhões de pessoas saíram da pobreza absoluta e 36 milhões entraram na classe média.

Uma das principais ações de inclusão produtiva é o Pronatec Brasil Sem Miséria, que tem objetivo de qualificar um milhão de brasileiros para o mercado de trabalho até 2014. Em pouco mais de dois anos, o programa chegou à marca de 700 mil matrículas em 1.872 municípios, o que representa mais de 60% da meta.

Mesmo com os esforços do Estado, 600 mil famílias ainda permanecem em situação de extrema pobreza. Para mudar essa realidade, o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) estipulou a meta de inclusão dessas famílias no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e do Bolsa Família em 2014.

Outros programas públicos como o Brasil Sorridente, Previdência Rural, Brasil Alfabetizado, Saúde da Família, Mais Educação e Rede Cegonha vão ser ampliados e aperfeiçoados em todo o País, assim como as ações destinadas a ampliar o acesso dos mais pobres a bens e serviços públicos, incluindo água, luz e moradia.  

Fontes: Plano Brasil Sem Miséria/ Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome