Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Administração Pública > Mercadante: Casa Civil deve atuar de forma harmônica com demais ministérios

Mercadante: Casa Civil deve atuar de forma harmônica com demais ministérios

por publicado: 03/02/2014 21h00 última modificação: 30/07/2015 17h51

Ex-ministro da Educação assume o lugar de Gleisi Hoffmann no comando da pasta

Aloizio Mercadante recebeu oficialmente , na manhã desta terça-feira (4), da ex-ministra Gleisi Hoffman o cargo de ministro-chefe da Casa Civil. Mercadante, que também já foi ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação no governo Dilma, entra para dar prosseguimento à política de governo já adotada em todo o mandato da presidenta Dilma Rousseff.

Em seu discurso, Gleisi agradeceu a Dilma pela oportunidade de participar da criação e implementação de “tantos programas e projetos que mudaram, e continuam mudando, a vida de muitos brasileiros”. Ela destacou ainda a criação do amplo monitoramento integrado de programas, feito para resolver problemas e garantir resultados; o “Viver sem limites”, voltado à pessoas com necessidades especiais; o programa “Crack, é possível vencer”; o Plano de Investimento em Infraestrutura, que busca transformar o setor, através de parcerias, concessões e programas.

“Nossa função era dar respostas concretas às vontades da população. Não é fácil fazer mudanças, mas se queremos progredir temos que apostar nas mudanças. A ação da presidenta Dilma, em defesa do interesse coletivo, foi de extrema importância nesse processo para reduzir desníveis entre regiões e níveis sociais” afirmou.

A ex-ministra fez questão de ressaltar a importância dos programas de prevenção a desastres e impedimento à seca; o Ciência sem Fronteiras, que já levou mais de 60 mil estudantes às melhores universidades do mundo; e o Mais Médicos, que vem proporcionando acesso à saúde a grande parte da população, antes desassistida.

Já o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, firmou o compromisso de lutar pela manutenção e melhoria da política de governo adotada pela presidenta Dilma de crescimento da economia com controle da inflação, não desassociada ao crescimento social.

 “A inflação ficou dentro da meta nos últimos 10 anos e isso denota o compromisso de Dilma com o controle da política monetária com o centro da meta inflacionária. Nesse novo Brasil a responsabilidade das contas públicas não está desassociada ao crescimento social, como era feito em outros governos” afirmou.

Ao destacas os programas sociais do governo e o desafio de sediar grandes eventos esportivos, Mercadante afirmou que todo o processo de crescimento do País na última década, não seria possível sem a democracia.

“O Brasil vem se destacando pela força de sua democracia e de suas raízes republicanas. Vivemos um período de absoluta liberdade, que desfruta dos direito políticos de uma ação crescimento de direitos sociais e econômicos. Estamos realizando o investimento na nossa gestão pública e combater a chaga histórica da corrupção.”

Durante a cerimônia de posse dos novos ministros, nesta segunda (3), a presidenta Dilma Rousseff destacou que Mercadante precisará de todo seu talento para coordenar as políticas de governo e cumprir as múltiplas atribuições e responsabilidades de uma pasta tão estratégica para o governo e para o País.

“Aos novos ministros, peço que atendam fundamentalmente a uma orientação que merece ser repetida. Trabalhar, trabalhar muito, trabalhar pelo Brasil e pelos brasileiros. Temos metas importantes a atingir e compromissos que devem ser cumpridos este ano. Somos um governo que tem responsabilidades e cumpriremos com empenho e trabalho todas as nossas tarefas até o dia 31 de dezembro. Nesse período, estamos decididos a melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços oferecidos. Toda conquista, em um País como o nosso, é só um começo”, ressaltou a presidenta.

Fonte: Portal Brasil