Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Oportunidades > 2019 > Diretor de Governança de Dados e Informações - Nível superior - ENAP (DF)

Diretor de Governança de Dados e Informações - Nível superior - ENAP (DF)

por nbsantos publicado 18/10/2019 00h00, última modificação 12/02/2020 11h18
Cessão de servidor ou empregado público federal de nível superior

Status: Encerrado
Unidade de lotação: Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia
Local de atuação:
  Brasília - DF
Cargo:  Diretor de Governança de Dados e Informações da Secretaria de Governo Digital da Secretaria-Especial de Desburocratização e Governo Digital do Ministério da Economia (DEGDI/SGD/ME)
Quem pode se candidatar: Servidores públicos com vínculo efetivo ou em comissão com a Administração Pública de todas as esferas de governo, bem como de profissionais sem vínculo com a Administração Pública. 
Gratificação: Direção e Assessoramento Superior (DAS), no nível 5 

Descrição da vaga


 

A Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia e a Enap estão pré-selecionando profissionais para definição sobre o (a) novo (a) Diretor (a) de Governança de Dados e Informação.
Em iniciativa recente do Governo Federal, a Enap está apoiando a SGD no recrutamento e análise inicial de profissionais com perfil para o desempenho das funções de Diretor (a) de Governança de Dados e Informação. O Cargo Comissionado é de Direção e Assessoramento Superior (DAS) 101.5.

 

Atividades


 

São entregas esperadas do (a) profissional ocupante do cargo objeto desta pré-seleção:

  • Fomentar a Governança de Dados no Governo Federal e promover ações para aprimorar um setor público orientado por dados.

●  Atuar na construção de políticas adequadas que permitam a troca de dados entre entidades do setor público.

●  Implantar plataformas/barramentos para promover e facilitar a análise de dados e para integração em tempo real dos sistemas governamentais.

●  Ampliação da interoperabilidade entre os sistemas governamentais com vistas a diminuir a quantidade de informação solicitada ao cidadão e que já estejam em posse do governo e eliminar etapas manuais de validação de informações.

●   Prospectar o uso de tecnologias emergentes voltadas para a governança de dados, como o de inteligência artificial nos processos de elaboração, monitoramento e avaliação de políticas públicas, sobretudo quanto ao atendimento das reais necessidades dos cidadãos e à otimização do gasto público.

●   Fomentar a interoperabilidade entre os sistemas e o reuso de informações já obtidas pelo governo com foco em facilitar a oferta de serviços públicos ao cidadão e em otimizar, eliminando etapas, o processo de prestação de serviço público.

●   Fomentar a abertura de dados públicos e a utilização dessas informações pela sociedade civil.

●   Coordenar a emissão de pareceres sobre propostas de peças normativas (leis, decretos, instruções normativas etc.) dos órgãos e entidades federais relacionadas à governança e compartilhamento de dados, segurança da informação e proteção de dados pessoais.

●   Garantir a implementação dos controles de segurança das plataformas digitais centralizadas.

●   Apoiar na definição de políticas, diretrizes e procedimentos que ampliem os níveis de segurança da informação dos órgãos e entidades.

●   Dirigir os processos de compartilhamento de informação entre os órgãos e entidades, promovendo a ampliação da troca de informações, mantidos os critérios de segurança.

●   Atuar na construção de um governo como plataforma orientado por dados para cocriação’ de valor público.

●   Implementar políticas de privacidade de dados e cumprir os regulamentos de proteção de dados previstos na LGDP.

●   Evoluir o Cadastro Base do Cidadão, considerando a integração de novas bases de dados à base do CPF, disponibilizando esses dados de forma única e padronizada para os demais órgãos e entidades.

●   Propor a criação de outros cadastros bases de referência para toda a Administração Pública, padronizando as informações constantes nas bases de governo.

●   Criar um modelo de disponibilização de informações para o mercado privado, quando essa for utilizada para exploração de atividade econômica, em conformidade com as regras de sigilo e proteção de dados pessoais.

●   Coordenar a elaboração de um catálogo de bases de dados do governo federal.


Requisitos



O interessado deverá atender às seguintes condições gerais:
- ter idoneidade moral e reputação ilibada;

- perfil profissional ou formação acadêmica compatível com as atribuições gerais previstas neste Regramento; e

- não se enquadrar nas hipóteses de inelegibilidade previstas no inciso I do caput do art. 1º da Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990.

Também deverá atender ao critério específico:

  • Possuir experiência de, no mínimo, 5 anos em atividades de gestão em Transformação Digital ou Tecnologia da Informação.


Como se candidatar


  

Caso você atenda aos critérios e ao perfil da vaga, faça a sua inscrição no processo de pré-seleção. Acesse o Regramento no site da Enap (www.enap.gov.br) e o formulário,  através do link: https://forms.gle/HUJyPe9T9nsscc38A 

Inscrição

  • Onde: Exclusivamente, via Internet, no endereço eletrônico: https://forms.gle/HUJyPe9T9nsscc38A
  • Quando: a partir das 18h do dia 18/10/2019 até às 23h55min do dia 31/10/2019
  • Como: Envio do formulário de inscrição e do currículo no formato Lattes ou Sigepe – Banco de Talentos ou LinkedIn.
  • As etapas presenciais serão realizadas em Brasília/DF. 

A Pré-seleção será realizada em 2 (duas) etapas:

  • Primeira Etapa - avaliação técnica preliminar;
  • Segunda Etapa - avaliação técnico-comportamental (postagem de vídeo, estudo de caso, dinâmica de grupo e entrevista por competência). 

Sugerimos não deixar a sua inscrição para o último dia! 

O recebimento das inscrições será exclusivamente até 31/10/2019, através dos formulários preenchidos no link disponibilizado. 

Anexo

Edital_Diretor-Governança_ENAP-DF


Resultado Final

"A Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia torna público o resultado final do processo de seleção para o cargo de Diretor de Governança de Dados e Informação realizado em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública – Enap.

Conforme regramento disposto no Edital que rege o certame, também participavam da seleção para a vaga os selecionados do Banco de Talentos de Líderes Digitais, objeto do Edital Enap nº 44/2019, com o objetivo de subsidiar uma definição ainda mais qualificada do(a) profissional a ser nomeado(a).

Após a conclusão de todas as etapas, a candidata aprovada foi Fabiana de Assunção Cruvinel Nascimento, empregada pública de carreira da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos que possui ampla experiência em Tecnologia da Informação.

A candidata faz parte do rol de aprovados no processo seletivo do Banco de Talentos de Líderes Digitais."